Whatsapp Logo
Mioma Uterino e Gravidez
Clínica de Radiologista intervencionista
especializada em embolização.
Os procedimentos Endovasculares são realizados em ambiente hospitalar com equipamantos de última geração.

Mioma Uterino e Gravidez

O Mioma é um tumor benigno de tecido muscular liso que ocorre mais freqüentemente no útero, o qual chamamos de mioma uterino. Não é um câncer, pois não é uma neoplasia maligna. Como é benigno, o mioma tem um crescimento lento e expansivo e é bem tolerado pelo organismo, não sendo perigoso.

Está presente principalmente nas mulheres em idade fértil e é assintomático em grande parte das vezes. Algumas vezes o mioma uterino só é descoberto “acidentalmente” quando a paciente vai ao ginecologista para uma consulta de rotina.

Quando estão presentes, os sintomas do mioma uterino podem incluir: alteração do fluxo menstrual, com o aumento do tempo e do volume menstrual; sangramentos mensais anômalos, algumas vezes apresentando coágulos; anemia, devido à grande perda de sangue; aumento do volume do abdômen, podendo, em alguns casos, ser tão grande que parece simular uma gravidez; sintomas de infecção urinária, quando o mioma comprime a bexiga urinária; alterações gastrointestinais, quando comprime o reto; além de dores abdominais e pélvicas. A infertilidade pode ocorrer, mas apenas 5% dos casos de infertilidade são devidos à presença do mioma.

Não se sabe exatamente a causa do mioma. Na verdade várias causas vêm sendo estudadas. O mioma depende da ação do hormônio estrógeno para crescer, mas alguns miomas são sensíveis à ação da progesterona.

A vascularização da área em que se encontra o mioma uterino, e mutações genéticas no local também atuam na formação desses tumores. Além disso, o seu desenvolvimento pode ter também uma base genética.

Mioma e gravidez

Alguns miomas podem dificultar a gravidez, distorcendo a cavidade uterina ou comprimindo as trompas, o que impede o encontro do espermatozóide com o óvulo, mas isso raramente ocorre.

O mioma geralmente não interfere durante gravidez, as mulheres exibem uma gestação normal e têm seus filhos sem nenhuma dificuldade. Pode acontecer de esse mioma aumentar de tamanho, devido aos níveis hormonais, e causar abortamento, mas o acompanhamento por um profissional sempre ameniza esse risco.

Para diagnosticar a presença do mioma, geralmente o exame de toque é suficiente, mas em alguns casos, é necessário o exame de ultra-som e/ou a ressonância magnética. Na maioria dos casos não há necessidade de tratamentos, já que muitas vezes eles são assintomáticos.

É uma doença bastante comum e devem-se descartar os procedimentos cirúrgicos quando não forem necessários. Mas as pacientes devem sempre acompanhar a doença junto a um profissional, para evitar surpresas.

Deve-se acabar com a idéia de que mulheres com mioma não vão conseguir engravidar ou que vão desenvolver um câncer. Os miomas são sempre benignos e freqüentemente os tratamentos indicados são conservadores e não incluem a retirada do útero.

 

 

Fonte: Mulheres grávidas